Esse título parece piada de mau-gosto? Pois foi retirado de um tweet do candidato Roberto Requião que parece mais do que isso, mas que não foi levado tão a sério quanto deveria. O governador paranaense pura e simplesmente ofendeu de uma só vez não só o jogador Ronaldo como todas as pessoas que o acompanham na foto, incluindo um ex-presidente da república e um ex-governador, agora candidato à presidência. Parece muito? Pois ficou bem pior no momento que Requião, percebendo o erro, tentou se justificar.

Pergunto: o que dizer diante disso? Ao que parece, a grande imprensa não possui uma resposta para a questão, devido ao modo eminentemente descritivo com que tratou do tema. Fica evidente que não apenas os políticos não estão preparados para lidar com a proximidade do eleitor, mesmo que em redes sociais, como os jornais e revistas não sabem dar ao assunto a real dimensão. Afinal, não é todo dia que pessoas públicas se ofendem mutuamente diante de milhares de cidadãos.

Perto de episódios como esse, a falta de tato do candidato Jaiminho Donizete  ao irritar de uma vez mais de 50000 usuários do twitter – o grande palco dessas eleições, como se vê – chega a ser quase irrelevante. O desrespeito ao eleitor parece ser a regra em 2010 e não exceção.

Anúncios