Sabe aqueles dias em que acontece um fatão bem importante, que domina as manchetes de todos os jornais e revistas no dia seguinte?

Daí, os textos são basicamente iguais, e muitas vezes cinco, seis jornais dividem a M-E-S-M-Í-S-S-I-M-A manchete? Como em:

Morre João Paulo II – esses mesmíssimos caracteres estamparam as capas de, sei lá, quantos jornais no dia seguinte?

Poi zé. Foi isso que me veio à cabeça quando eu li este trechinho de texto que se encontra aqui:

Dilma respondeu com elegância e profundidade às perguntas dos adversários e dos jornalistas da Band, mostrando que conhece a realidade do País e é a mais preparada para fazer o Brasil continuar avançando

Agora troquem o sujeito da frase pelo seu presidenciável (ou outor personagem) preferido. Viram? A-mo essas frases típicas de e-mail marketing. Falo dessas construções lá no caldeirão, neste post daqui.

Agora, elucubrem: já pensou se os sites da Dilma e do Serra publicam em textos diferentes o MESMO PARÁGRAFO AUTO-ELOGIATIVO?!?!?!

A probabilidade não é baixa, posto que o número de palavras típicas para descrever uma vitória em debate é restrito…

Enfim, só passei aqui pra dividir esse sonho troncho com vocês. Vamos dormir.

Anúncios